No dia 02 de fevereiro de 1996, não por acaso dia de Iemanjá, demos inicio ao Projeto Brasil Litoral cujo objetivo era percorrer os 8.000 km de litoral brasileiro a pé. Para testar nossas forças nada como a Praia do Cassino, considerada a maior praia do Brasil e quem sabe do mundo.
Com 212 km de extensão, a praia do Cassino além de considerada a maior é também tida como a mais inóspita. Nosso ponto de partida foi o Arroio Chuí, na divisa do Brasil com o Uruguai. Ali ficamos hospedados no Farol do Chuí e tivemos chances de ouvir as belas histórias do Babi, considerado último faroleiro da região. A caminhada começa aparentemente tranqüila pois depois de 12 km já encontramos o Balneário Hermenegildo. Bom lugar para descansar no primeiro dia, já que daqui para frente ADEUS CIVILIZAÇÃO!

Farol do Albardão

Só mesmo os faróis: Fronteira Aberta, Albardão, Vergas, Sarita, e um posto do IBAMA até chegar ao Balneário do Cassino ou quem sabe encontrar algum carro pela praia já que as areias são consideradas quase que como uma estrada. Nossa caminhada e o tempo iam tranqüilos até que a menos de um km do Albardão pegamos uma tempestade de vento e granizo que fez o dia virar noite. Incrível que, a poucas horas do temporal, já ali no Albardão, pudemos desfrutar, do alto do farol de uma vista estupenda: praias retas e infinitas ao norte e ao sul; a leste o Oceano Atlântico com as águas marrons próximas a praia mas verde ao fundo e a oeste dunas imensas e as águas azuis da lagoa Mangueira, ainda iluminadas pelos últimos raios de sol. Dali para frente foi solidão total, bons momentos para refletir, meditar. Passamos una noite no Vergas, desabitado, e pela manhã durante o petit – dejeuné vi Canário que já é branco, transparente. Tinha sido “picado” por uma cobra (não deu tempo para ver a “raça”) que felizmente errou o bote. Caso tivesse acontecido, seria o fim, já que civilização só dali a 100 km e mesmo assim se passa um carro… A praia do Cassino foi um laboratório.

Coelho

Um belo teste para quem pretendia fazer todo o litoral do Brasil a pé. É uma história de poucos personagens, como o artista plástico Coelho, que nos hospedou por uma noite, ainda no início, em sua casa feita por objetos que o mar deixa nas praia. São caixas de plástico, madeiras e ossos de baleia. Nada vem de fora, reciclagem total!

Sobre o Autor

Equipe Brasil Passo a Passo

Textos: Sérgio Rondelli
Fotos: Canario Caliari
Videos: Mauricio Galdieri

Posts Relacionados

Uma Reposta

  1. André Azambuja

    Me desculpe, mas esse post está completamente equivocado e sem base com a verdade. Explico:
    A foto da iemanjá acima não é no Cassino e sim no Hermenegildo. Quem tirou esa foto, ao entrar na praia deve ter visto uma placa bem grande dizendo: Bem-vindo ao Hermenegildo, a maior praia do mundo.
    2º A praia do cassino não tem 212km de extenção. Nem mesmo o municipio de Rio Grande, o qual o balneáreo pertence tem tantos quilometros assim de extensão.
    3º Vocês partiram da Barra do Chuí, que pertence a cidade de anta Vitória do Palmar, e não do ao Chuí, como muitos pensam. Sei que não falaram nada disso no blog, mas aproveitando o ensejo achei interessante informar-lhes.
    4º Novamente, a fim de informar, todos eses faróis citados (Fronteira Aberta, Albardão, Vergas, Sarita,) ficam na cidade de Santa Vitória do Palmar, juntamnte com o da Barra. NA verdade o Farol fronteira aberta atualmente não existe mais. Tombou.
    5º e ultimo – Se tratando de um projeto sério, como parece ser este, deveriam ter pesquisado mais, para saber que o cassino não é nem nunca foi nem poderia ser a maior praia do mundo, já que sua cidade tem apenas 60 km de extensão. VIDE SITE DO IBGE (INTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATISTICA)
    Nossa cidade (Sta. Vitória do Palmar) por não prover de tantos recursos financeiros ou midiáticos, acaba sempre sendo escondida e nossa praia do hermenegildo, a verdadeira maior do mundo, é engolida pelo cassino pelas mentiras e pelos dados equivocados que a midia faz questão de divulgar, sem o mínimo cuidado de pesquisar, como já disse, uma simples visita ao site do IBGE sanaria esse problema.
    Quem sabe não é de interesse de vocês também levantar essa bandeira e trazer em debate qual é a verdadeira maior praia do mundo?
    Somos uma cidade de 35 mi pessoas frustradas e tristes a cada vez que ouvimos que o cassino é de rio grande até nossos molhes da barra. Nos sentimos um monte de nada, nos sentimos impotentes, por ver os Rio Grandinos se apropriarsem de nosssas praias, mesmo que por palavras.
    Mas se não há interesse tudo bem, entenderei, não serão os primeiros. Pelomenso corrijam o blog e revejam seu trabalho feito nese projeto.
    Errar é humano, corrigir também.
    Abraço

    Responder

Deixe uma resposta